quinta-feira, 22 de março de 2007

Indique profissionais para a Comsuclerb

Amigas e amigos, a Comissão Suprema de Classificação Étnico-Racial Brasileira (ou Comsuclerb, by Christian Morais) pegou. Tanto no Duas Fridas, quanto nos emails que recebo, as pessoas começaram a sugerir categorias profissionais para integrá-la.

Para situar quem está chegando: no meu texto anterior eu dizia que a imprensa especializada em Fórmula 1 não teve a menor dificuldade em classificar o piloto inglês Lewis Hamilton como negro. De fato ele é. Mas se fosse brasileiro ele seria moreninho, pardo, marrom, bege, tudo, menos negro. Detalho os por quês disso no texto e quem quiser lê-lo ele encontra-se logo abaixo.

Eu dizia que no Brasil isto é escamoteado por uma razão política, qual seja, transformar ser negro em desvantagem, baixar a auto-estima de nossa população negra, serve como instrumento político de controle social e opressão.

Daí eu dizia que quando é para transformar em algum tipo de vantagem ser negro (cotas nas universidade, por exemplo), os "negrólogos" aparecem dizendo que é complicado classificar quem é negro no país. Mas, afirmo eu, há profissionais que são especialistas em taxar quem é negro ou não tipo: porteiros de prédio, policiais, repórtes especializados em F1, seguranças de banco entre outros.

E tua opinião, qual é? Deixe aí seu comentário abaixo. Não precisa se cadastrar. Assine e clique em Anônimo que seu comentário aparecerá, ok?

4 comentários:

Anônimo disse...

Marçola, do cacete a idéia da Comsublerb, acho importante marcar um pouco essas coisas exatamente pra demonstrar que estamos atentos e sabemos exatamente o que eles pensam e como pensam. Valeu. Abração

Rebeca Tárique disse...

Márcio,

Como vc mesmo diz: Precisamos carregar de um lado a lança que fere, e do outro o machado que propaga a justiça.
Por isso nos validaremos disto, para mostrar ao nosso povo que o Negro pode estar em qualquer instância da sociedade, seja na Formula 1, na Presidencia da República, seja na Gerência de um banco, enfim em qualquer lugar, pois nosso lugar é aonde queremos e nos capacitamos para estar, não está predestinado para nós só setores de baixo calão, não, não estar não, e para desconstruir isto vem Hamilton com toda força, para mostrar que somos capazes e poderemos estar lá, basta acreditarmos e lutarmos para isto, a Mídia tende validar e estériotipar a imagem do negro como serviente, reforçando cada vez a construção de uma baixa estima "Negra" para que assim, eles possam continuar com mais 300 anos de escravidão, 300 e mais 300 de Racismo e Discriminação. Mas nós Negros e Negras estamos aqui para traçar outra história para nós mesmo, iremos dar continuedade a construção de "Zumbi", Steve, Mandela, Bob, Negra Giza, Anástacia, Clementina, Domingas da Paixão, Teodoro Sampaio, enfim de Negros e Negras que fizeram diferença, que veio mostrar quê quem além de nós mesmo poderá mudar nossa realidade?

Um forte abraço e muito asé.
Rebeca Tárique.

Anônimo disse...

se nois começar aparecer na cor que deve ser sem desbotamento nenhum vamo já,deixar de ser primeira vez em muito espaço,tá ligado.

Anônimo disse...

lembro daquele som dos Racionais,vem com o dindin de seu pai,mais pro rolê cum nois cê num vai,o mundo é assim tem cupa cu,pleiboy,é australiano,chinês,mora longe e não me chama de mano,aê brodi.