sábado, 15 de dezembro de 2007

Rolo: "A música pode ressocializar os detentos"

Participei ontem (sexta) do 10º Festival de Música Popular e 
Gospel do Colégio Estadual Anacleto de Medeiros, localizado no interior do
Presídio Evaristo de Moraes, em São Cristóvão, aqui no Rio. Fiz parte da
comissão julgadora da finalíssima do concurso, onde os três primeiros
lugares de cada estilo foram premiados com ventiladores e certificados.

Música, pintura, escultura, teatro, tudo é isso é ensinado nessa escola. E
tem funcionado. Na platéia um total de 800 presos, mais da metade do total
dos que estão lá cumprindo pena.

Durante o tempo em que estive por lá, fui surpreendido várias vezes com as
palmas e os gritos eufóricos do público, quando era anunciado que mais um
detento estava ganhando sua liberdade, depois de cumprir a pena.


Passei uma incrível tarde, ouvindo a produção musical dos presos e só
percebi novamente que estava em uma casa de detenção (o Galpão da Quinta, que abriga
presos em regime fechado, oriundos do Presídio Ary Franco, com condenações
por estupro e tráfico de drogas), ao sair pela portaria e me deparar com as
grades e o aparato policial no entorno.

Depois desta experiência, minhas crenças na ressocialização do indivíduo que
cumpre pena, através da arte, se renovaram.

O negócio é ter fé. E fazer por onde!

ROLO

Um comentário:

Alcinéa Cavalcante disse...

Passando pra desejar um Feliz Natal